SISTEMAS AMBIENTAIS NO ALTO CURSO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO POTI, ESTADO DO CEARÁ

Karoline Veloso Ribeiro, Emanuel Lindemberg Silva Albuquerque

Resumo


A bacia hidrográfica é considerada uma unidade territorial para análise dos sistemas naturais por excelência. Neste sentido, este trabalho objetivou mapear os sistemas ambientais no alto curso da bacia hidrográfica do Rio Poti, estado do Ceará, na perspectiva de subsidiar o planejamento territorial diante de suas potencialidades e limitações ambientais. Sob o ponto de vista teórico-metodológico, adotou-se a concepção sistêmica, considerando os sistemas ambientais como produto da natureza integrada. Os produtos geocartográficos foram operacionalizados em ambiente de Sistema de Informação Geográfica, sequenciado pela validação in loco. O sistema ambiental possibilita o enfoque do inter-relacionamento existente entre os diferentes elementos que integram o meio físico. Desta forma, os setores ambientais do recorte espacial da pesquisa foram compartimentados da seguinte forma: Planície Ribeirinha (33 km²); Planalto Cuestiforme da Ibiapaba (982 km²); Sertões Ocidentais e dos Pés-de-Serra do Planalto da Ibiapaba (8.836 km²); Sertões do Sul (870 km²); Serras, Morros e Cristas Residuais (73 km²). Conclui-se que a compartimentação dos sistemas ambientais ao nível da bacia hidrográfica é de suma importância, visto que o processo de uso e ocupação da terra se dá em consonância com a disponibilidade dos recursos naturais.

 


Palavras-chave


Geossistema; Ecodinâmica; Geoambiental

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Equador, ISSN 2317-3491, Universidade Federal do Piauí.