Intervenientes da Transparência Orçamentária Pública a Nível Nacional

Anderson de Oliveira Reis, Marco Aurélio Marques Ferreira, Marjorie Angélica Sabioni Ferreira

Resumo


Esse trabalho buscou avaliar os fatores determinantes na variação dos níveis de transparência orçamentária em âmbito nacional, em diversos países. O estudo tem como marco teórico pesquisas nacionais e internacionais com relação a Transparência e Dados Abertos Governamentais. Para atingir os objetivos, foi realizada uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa. Para determinar as variáveis que influenciam nos níveis de transparência dos países foram utilizados os métodos de correlação de Pearson e a Regressão Linear Múltipla. Os resultados demonstram que o nível de educação, a corrupção e a adoção das normas internacionais de contabilidade aplicadas ao setor público (IPSAS) tem um poder de explicação conjunto de 63,8% das variações no nível de transparência. O que reforça a necessidade de melhorias na qualidade da educação, o esforço de redução da corrupção e o aumento na qualidade das normas de contabilidade pública, visando promover maior transparência orçamentária governamental, com efeitos positivos sobre a qualidade da democracia e o fortalecimento do Estado de direito.


Palavras-chave


Transparência; Fatores Socioeconômicos; Administração Pública.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUNE, Roberto Meizi; GREGORIO FILHO, Alvaro Santos; BOLLIGER, Sergio Pinto. Governo aberto SP: disponibilização de bases de dados e informações em formato aberto. In: Congresso CONSAD de Gestão Pública, Anais..., Brasília, 2010.

ALSHAWI, Sarmad; ALALWANY, Hamid. E‐government evaluation: Citizen's perspective in developing countries. Information Technology for Development, v. 15, n. 3, p. 193-208, 2009.

CARVALHO, Frederico A. et al. Fatores Determinantes da Abertura Orçamentária Pública: Um Estudo Empírico Apoiado em Dados Secundários Para uma Amostra de Países. Contabilidade Vista & Revista, v. 23, n. 4, p. 157-183, 2013.

CASSELL, Mark K.; MULLALY, Sarah. When Smaller Governments Open the Window A Study of Web Site Creation, Adoption, and Presence among Smaller Local Governments in Northeast Ohio. State and Local Government Review, v. 44, n. 2, p. 91-100, 2012.

CGI (Comite Gestor da Internet no Brasil). W3C Brasil cria portal sobre Dados Abertos na América Latina. In: http://www.cgi.br/noticia/w3c-brasil-cria-portal-sobre-dados-abertos-na-america-latina/307. Acesso em 27/04/2014.

CORRAR, Luiz J.; PAULO, Edilson; DIAS FILHO, José Maria. Análise multivariada: para os cursos de administração, ciências contábeis e economia. São Paulo: Atlas, 2007.

CRUZ, Cláudia Ferreira et al. Transparência da gestão pública municipal: um estudo a partir dos portais eletrônicos dos maiores municípios brasileiros. Revista de Administração Pública, v. 46, n. 1, p. 153-76, 2012.

DENHARDT, Robert B. Teorias da administração pública. Cengage Learning, 2011.

EVANS, Mark. Beyond the integrity paradox–towards ‘good enough’governance?. Policy Studies, v. 33, n. 1, p. 97-113, 2012.

Faria, Evandro. R. et al., Fatores determinantes na variação dos preços dos produtos contratados por pregão eletrônico. Revista de Administração Pública, v.44, n.6, p1405-1428, 2010.

FÁVERO, Luiz Paulo et al. Análise de Dados: modelagem multivariada para tomada de decisão. Rio de Janeiro: Campus. 2009.

FILGUEIRAS, Fernando. Além da transparência: accountability e política da publicidade. Lua Nova, v. 84, p. 65-94, 2011.

GRIMMELIKHUIJSEN, Stephan G.; WELCH, Eric W. Developing and testing a theoretical framework for computer‐mediated transparency of local governments. Public Administration Review, v. 72, n. 4, p. 562-571, 2012.

HAIR, Joseph F. et al. Análise multivariada de dados. Bookman Editora, 2009.

HANBERGER, Anders. Democratic Accountability in Decentralised Governance. Scandinavian Political Studies, v. 32, n. 1, p. 1-22, 2009.

HEALD, David. Fiscal transparency: concepts, measurement and UK practice. Public Administration, v. 81, n. 4, p. 723-759, 2003.

HEALD, David. Why is transparency about public expenditure so elusive?. International Review of Administrative Sciences, v. 78, n. 1, p. 30-49, 2012.

Hood, Christopher. Transparency in historical perspective. In: Hood, Christopher.; Heald, David. (orgs.) Transparency: the key to better governance? Oxford: Oxford University Press, 2006.

KHAGRAM, Sanjeev; FUNG, Archon; RENZIO, Paolo. Open budgets: The political economy of transparency, participation, and accountability. Brookings Institution Press, 2013.

LEE, Chung‐pin; CHANG, Kaiju; BERRY, Frances Stokes. Testing the development and diffusion of e‐government and e‐democracy: A global perspective. Public Administration Review, v. 71, n. 3, p. 444-454, 2011.

MARÔCO, João. Análise Estatística. Lisboa: Silabo, 2003.

MEIJER, Albert. Understanding modern transparency. International Review of Administrative Sciences, v. 75, n. 2, p. 255-269, 2009.

OLIVEIRA, Robson Ramos; SILVA, Aline Moura Costa da; MORAES, Melissa Christina Corrêa de. Transparência do orçamento governamental dos países: um estudo acerca da associação entre IAO, IDH, PIB e IPSAS. Pensar Contábil, v. 10, n. 42, 2008.

PARK, Heungsik; BLENKINSOPP, John. The roles of transparency and trust in the relationship between corruption and citizen satisfaction. International Review of Administrative Sciences, v. 77, n. 2, p. 254-274, 2011.

PINHO, José Antônio Gomes. Investigando portais de governo eletrônico de estados no Brasil: muita tecnologia, pouca democracia. Revista de Administração Pública, v. 42, n. 3, p. 471-493, 2008.

PIOTROWSKI, Suzanne J.; VAN RYZIN, Gregg G. Citizen attitudes toward transparency in local government. The American Review of Public Administration, v. 37, n. 3, p. 306-323, 2007.

PRADO, Otávio; LOUREIRO, Maria Rita Garcia. Governo eletrônico e transparência: avaliação da publicização das contas públicas das capitais brasileiras. Revista Alcance, v. 13, n. 3, p. 355-372, 2008.

RAUSCH, Rita Buzzi; SOARES, Maurélio. Controle social na administração pública: a importância da transparência das contas públicas para inibir a corrupção. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, v. 4, n. 3, p. 23-43, 2010.

RELLY, Jeannine E.; SABHARWAL, Meghna. Perceptions of transparency of government policymaking: A cross-national study. Government Information Quarterly, v. 26, n. 1, p. 148-157, 2009.

RENZIO, Paolo; MASUD, Harika. Measuring and promoting budget transparency: The open budget index as a research and advocacy tool. Governance, v. 24, n. 3, p. 607-616, 2011.

RIBEIRO, Clarice Pereira de Paiva; ZUCCOLOTTO, Robson. A face oculta do Leviatã: transparência fiscal nos municípios brasileiros e suas determinantes socioeconômicas e fiscais. Enfoque: Reflexão Contábil, v. 33, n. 1, p. 37-52, 2014.

ROSS, Edward Alsworth. Social control: A survey of the foundations of order. Transaction Publishers, 2009.

SANDOVAL-ALMAZAN, Rodrigo; GIL-GARCIA, J. Ramon. Are government internet portals evolving towards more interaction, participation, and collaboration? Revisiting the rhetoric of e-government among municipalities. Government Information Quarterly, v. 29, p. S72-S81, 2012.

Santana Junior, Jorge José Barros et al., Transparência Fiscal Eletrônica: uma Análise dos Níveis de Transparência Apresentados nos Sites dos Poderes e Órgãos dos Estados e do Distrito Federal do Brasil. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, v.3, n.3, p62-84, 2009.

VAZ, José Carlos; RIBEIRO, Manuella Maia; MATHEUS, Ricardo. Dados governamentais abertos e seus impactos sobre os conceitos e práticas de transparência no Brasil. Cadernos PPG-AU/UFBA, v. 9, n. 1, 2010.

WELCH, Eric W. The relationship between transparent and participative government: A study of local governments in the United States. International Review of Administrative Sciences, v. 78, n. 1, p. 93-115, 2012.

WRIGHT, Gabriel Aragão. Análise dos fatores determinantes da transparência fiscal ativa nos municípios brasileiros. 2014. 123f. Dissertaçãode (Mestrado em Ciências Contábeis), Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

YANG, Lihua; LAN, G. Zhiyong. Internet's impact on expert–citizen interactions in public policymaking—A meta analysis. Government information quarterly, v. 27, n. 4, p. 431-441, 2010.




DOI: https://doi.org/10.26694/2358.1735.2017.v4ed15274

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários