ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM À GESTANTE DE ALTO RISCO SOB A VISÃO DO PROFISSIONAL

Thaise Fernanda Holanda do Nascimento, Flávia Nunes Ferreira de Araujo, Nadia Shirley Correia Sobral Soares, Francisca Martins Silva, Maria Fabielly Dias Santos, Barbara Jeane Pinto Chaves

Resumo


Objetivo: verificar a assistência de enfermagem prestada à gestante de alto risco em maternidade de município paraibano. Metodologia: Estudo exploratório, descritivo com abordagem qualitativa. A pesquisa foi realizada no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida-ISEA, localizado no município de Campina Grande-Paraiba. A amostra foi composta por 07 Enfermeiras atuantes no setor do alto risco da referida maternidade. A coleta de dados foi realizada a partir de questionário semi-estruturado com perguntas subjetivas, contendo variáveis que atendem aos objetivos da pesquisa. Cada participante foi informada previamente sobre o objetivo do estudo e ao concordarem, assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido-TCLE. Para análise dos dados, foi estabelecido quatro categorias no intuito de facilitar a compreensão do estudo que tem base na análise de Bardin. A pesquisa foi aprovada com número de CAAE: 77731817.7.0000.5182.  Resultados: Os profissionais se percebem sujeitos importantes na assistência à gestante de alto risco ao passo que orientam, assistem e adquirem a confiança delas. Buscam aperfeiçoar seus conhecimentos sobre a temática especialmente em seminários e capacitações. Mesmo conhecendo a Sistematização da assistência de enfermagem-SAE, não a utilizam, uma vez que o número de profissionais é insuficiente, materiais são escassos, além de uma precária estrutura física. Conclusão: A atenção à gestante deve ser organizada para atender às reais necessidades da gestante por meio de conhecimento técnico-científico e recursos materiais e humanos adequados para cada caso.


Palavras-chave


Gestação de alto risco; Cuidado de Pré-Natal; Cuidados de Enfermagem.

Texto completo:

PDF

Referências


-Oliveira GS de, Paixão GP do N, Fraga CD de S, Santos MKR dos, Santos MA. ASSISTÊNCIA DE ENFERMEIROS NA SÍNDROME HIPERTENSIVA GESTACIONAL EM HOSPITAL DE BAIXO RISCO OBSTÉTRICO. Rev Cuid [Internet]. 2017 Dez [citado 2018 Fev 18] ; 8( 2 ): 1561-1572. Disponível em: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2216-09732017000201561&lng=pt. http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v8i2.374.

-Salge AKM, Reis MR, Siqueira KM, Castral TC, Guimarães JV, Castro EC da C. Associação entre as características macroscópicas do cordão umbilical, gestação de alto risco e repercussões neonatais. Rev. esc. enferm. USP [Internet]. 2017 [citado 2018 Fev 18] ; 51: e03294. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342017000100476&lng=pt. http://dx.doi.org/10.1590/s1980-220x2017006303294.

- White NFC. Ações Educativas no Pré-Natal: Reflexão Sobre a Consulta de Enfermagem Como Um Espaço Para Educação em Saúde. Ciência e Saúde Coletiva: Rio de Janeiro,2013. p. 477-486.

- Pereira SM. Práticas de Atenção ao Parto e os Desafios para a Humanização do Cuidado em Dois Hospitais Vinculados ao Sistema Único de Saúde em Município da Região Sul do Brasil. Cadernos de Saúde Pública:Rio de Janeiro, 2012. p 1859-1868.

- Castro JC de, Clapis MJ. Parto humanizado na percepção das enfermeiras obstétricas envolvidas com a assistência ao parto. Rev. Latino-Am. Enfermagem [Internet]. 2005 Dez [citado 2018 Fev 21] ; 13( 6 ): 960-967. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000600007&lng=pt. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692005000600007.

- Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Gestação de alto risco: manual técnico / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. [Internet]. 5 ed. Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2010 [cited 2017 Sept 12]; 302 p. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/gestacao_alto_risco.pdf

- Silva CT. Diagnósticos de Enfermagem Identificados em Gestantes Durante o Pré-Natal. Revista Brasileira de Enfermagem: São Paulo, 2015. p. 659-664.

- GIL AC. Como elaborar projetos de pesquisa. 5ed. São Paulo: Atlas, 2008.

-Martins HHTde S. Metodologia quantitativa de pesquisa. Educ. Pesquisa. [Internet]. 2014 [cited 2017 Feb 14];30(2):289-300.Disponivel em . http://dx.doi.org/10.1590/S1517-97022004000200007.

- Aquino M, Barros LP, Brito AS, Ferreira EB, Medeiros SEG, Santos eR. Centro de material e esterilização: acidentes de trabalho e riscos ocupacionais. Rev SOBeCC [Internet]. 2014 [acesso em 12 set. 2016];19(3):148-54. Disponível em: http://www.sobecc.org.br/ arquivos/artigos/2015/pdfs/site_sobecc_v19n3/06_sobecc.pdf

- Luchtemberg MN, Pires DEP de. Enfermeiros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência: perfil e atividades desenvolvidas. Rev. Bras. Enferm. [Internet]. 2016 Abr [citado 2018 Fev 18] ; 69( 2 ): 213-220. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672016000200213&lng=pt. http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2016690202i.

-Salvador Pétala Tuani Candido de Oliveira, Rodrigues Cláudia Cristiane Filgueira Martins, Bezerril Manacés dos Santos, Ferreira Larissa de Lima, Chiavone Flávia Barreto Tavares, Virgílio Lílian de Andrade et al . Percepções de profissionais de enfermagem acerca da integração do técnico de enfermagem na sistematização da assistência. Esc. Anna Nery [Internet]. 2017 [citado 2018 Fev 21] ; 21( 2 ): e20170035. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452017000200207&lng=pt. Epub 27-Abr-2017. http://dx.doi.org/10.5935/1414-8145.20170035

-Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN 543/2017. Atualiza e estabelece parâmetros para o Dimencionamento do Quadro de Profissionais de Enfermagem nos serviços/locais em que são realizadas atividades de enfermagem. [Internet]. Brasília: COFEN; 2017 [cited 2016 jan 13]. Disponivel em: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-5432017_51440.html




DOI: https://doi.org/10.26694/repis.v4i0.6887

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Bases/Indexadores:

Internacionais: CuidenIndex Copernicus InternationalResearch BibleLatindexCrossRefScholar Google; REDIB; PKP Index; DOAJ.

Nacionais: DiadorimIBICTSumarios.orgLIVRE; periodicos CAPES.

REPIS is available in: Publons

ISSN: 2446-7901