Democracia e justiça econômica: uma abordagem a partir de Hugo Hassmann e Franz J. Hinkelammert

Jair Inácio Tauchen

Resumo


O texto tem por objetivo analisar e desenvolver uma crítica filosófica sobre o sistema capitalista globalizado, que atinge a vida de muitos no mundo todo influenciando não apenas o campo econômico, mas a vida concreta das pessoas, tendo como base teórica pensadores da Escola do DEI (Departamento ecuménico de investigaciones), Costa Rica. Trata-se de um processo injusto apadrinhado pelas teorias econômicas e pela realidade da escassez dos bens econômicos, que articula dois polos opostos: um que ao mesmo tempo domina, explora e exige sacrifícios, provoca a adesão e fascínio das pessoas através do consumo de mercadorias; e outro cuja fundamentação mítica impõe como legítimo a exigência de sacrifícios humanos. Ao mesmo tempo que fascina e seduz, envolve a sociedade num caráter sacrifical, sedutor e de injustiça social. Assim, é possível destacar que nem o Estado, nem o mercado se apresentam capazes de evoluir para uma sociedade mais humana, justa e democrática. Atualmente a democracia e a justiça econômica amparam, sobretudo, os favorecidos e satisfeitos, cujo modelo prioriza a política do imediatismo da acomodação do pensamento econômico e político, levando a sociedade à regressão social e antropológica.


Palavras-chave


Democracia; Justiça; Capitalismo.

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. Profanações. São Paulo: Boitempo, 2007.

_________________. Em que crê o capitalismo? Disponível em . Acesso em: 22/06/2018.

_________________. Deus não morreu. Ele tornou-se dinheiro. Disponível em . Acesso em: 12/06/2018.

ASSMANN, Hugo. Desafios e falácias: ensaios sobre a conjuntura atual. São Paulo: paulinas, 1991.

___________. Crítica à lógica da Exclusão: ensaios sobre economia e teologia. São Paulo: Paulus, 1994.

___________. Teología desde la praxis de la liberación: ensayo teológico desde la américa dependiente. Salamanca: Ed. Sígueme, 1976.

___________. René Girard com teólogos da libertação: um diálogo sobre ídolos e sacrifícios. Petrópolis: vozes, 1991.

___________. A Teologia da Libertação se opõe aos ídolos da opressão. In: ALVES, Rubem et al. Fé cristã e ideologia. São Bernardo do Campo: Unimep Imprensa Metodista, 1981.

___________. Deus em nós: o reinado que acontece no amor solidário aos pobres. São Paulo: Paulus, 2010.

ASSMANN, Hugo; HINKELAMMERT, Franz J. A idolatria do Mercado: ensaio sobre Economia e Teologia. Série V: desafios da vida na sociedade. São Paulo: Vozes, 1989.

CAPRA, Fritjof. O ponto de mutação. São Paulo: Editora Cultrix, 1982.

GALBRAITH, John Kenneth. A era da incerteza. São Paulo: Pioneira, 1984

___________. A cultura do contentamento. São Paulo: Pioneira, 1992.

HINKELAMMERT, Franz. A maldição que pesa sobre a lei: As raízes de pensamento crítico em Paulo de Tarso. São Paulo: Paulus, 2012.

_______________. Mercado versus direitos humanos. São Paulo: Paulus, 2014.

_______________. Crítica a la razón utópica. San José: DEI, 1984.

_______________. As armas ideológicas da morte. São Paulo: Paulinas, 1983.

_______________. La fe de Abraham y el Edipo Occidental. San José: DEI, 1989.

______________¬. Sacrifícios Humanos e Sociedade Ocidental: Lúcifer e a Besta. São Paulo: Paulus, 1995.

_______________. Democracia y totalitarismo. San José: DEI, 1987.

_______________. Economía y revolución. Santiago: Ed. Pacífico, 1967.

POLANYI, Karl. A subsistência do homem e ensaios correlatos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

__________. A grande transformação: as origens da nossa época. Rio de Janeiro: Campus, 1980.

STIGLITZ, Joseph E. A globalização e seus malefícios. São Paulo: Futura, 2002.

SUNG, Jung Mo. Cristianismo de libertação: espiritualidade e luta social. São Paulo: Paulus, 2008.

_______. A idolatria do capital e a morte dos pobres: uma reflexão teológica a partir da dívida externa. São Paulo: Edições Paulinas, 1989.

_______. Desejo, mercado e religião. Petrópolis: Vozes, 1997.

_______. Teologia e Economia: repensando a teologia da libertação e utopias. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

_______. Idolatria: uma chave de leitura da economia contemporânea? IN: BRITO, Enio J. C.; GORGULHO, Gilberto S. (Org.). Religião ano 2000. São Paulo: Loyola- CRE PUC-SP, 1998.

_______. Mercado religioso e mercado como religião. Horizonte, Belo Horizonte, v. 12, n. 34, abril/junho. 2014.

_______. Sujeito e sociedades complexas. Petrópolis; Vozes, 2002.

SUNG, Jung Mo; MIGUEZ, N.; RIEGER, J. Para além do espírito do Império. São Paulo: Paulinas, 2012.




DOI: https://doi.org/10.26694/pensando.v9i18.7719

DOI (PDF): https://doi.org/10.26694/pensando.v9i18.7719.g5017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.


INDEXADA EM/INDEXED BY:

Logotipo do Sumarios   Logotipo do DOAJ Logotipo do IBICT  Logotipo da rede Cariniana  Logotipo do LatIndex 

Logotipo da ANPOF Logotipo da MIAR

Logotipo do Portal Periodicos Logotipo da Diadorim Logotipo do Philosopher's Index

Logotipo da LIVRE   Logotipo da PhilPaper   Logotipo da CrossRef   Logotipo da SUDOC   Logotipo da BELUGA   Logotipo da ERIH PLUS 

 



ENDEREÇO/MAIL ADDRESS:

Universidade Federal do Piauí, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Centro de Ciências Humanas e Letras, Campus Min. Petrônio Portela,

CEP 64.049-550,  Teresina - PI, Fone: (86) 3237 1134  E-mail: revista.pensando@gmail.com



 

OUTROS LINKS:

  Logotipo da Capes   Logotipo do CNPq   Logotipo da UFPI  Logotipo da FAPEPI

 


ISSN 2178-843X