Anthropometric measurements follow up of children from women that used drugs during pregnancy / Acompanhamento das medidas antropométricas de crianças filhas de mulheres que utilizaram drogas na gestação / Acompañamiento de medidas antropométricas de niñas hijas de mujeres que usaron drogas..

Michele Mandagrá de Oliveira, Paola de Oliveira Carmargo, Suélen Cardoso Leite Bica, Lieni Fredo Herreira, Andreza Erdmann Furtado

Resumo


Objetivos: observar o acompanhamento das medidas antropométricas registradas na caderneta de saúde, no primeiro ano de vida, de crianças filhas de mulheres que utilizaram drogas na gestação. Metodologia: os dados foram coletados por um projeto de extensão, através do acompanhamento das famílias em visitas domiciliares e elaboração de diários de campo. Resultados: das seis crianças acompanhadas metade apresentou baixo peso ao nascer, três nasceram de parto normal e três foram alimentadas com leite materno, o índice de APGAR variou entre 7 e 9 no primeiro minuto e 9 e 10 no quinto. Conclusão: percebeu-se a importância da realização das consultas de puericultura e registros das medidas antropométricas, assim como o acompanhamento sistemático do crescimento e ganho de peso, para a detecção precoce da ocorrência de anormalidades no desenvolvimento dessas crianças. Deve-se atentar as necessidades de saúde das mulheres e crianças de forma ampla, visando um cuidado igualitário e integral.

Descritores: Cocaína Crack. Desenvolvimento Infantil. Peso ao Nascer. Puericultura. Acesso aos Serviços de Saúde.


Texto completo:

PDF

Referências


Granja E. organizador. Crack, pânico social e desafios atuais. In: Moraes M, Castro R, Petuco D. (Orgs.). Gênero e drogas: contribuições para uma atenção integral a saúde. Recife/PE, 2011. Instituto PAPAI/Gemal/UFPE.

Romanini M, Roso A. Mídia e crack: promovendo saúde ou reforçando relações de dominação?. Psicol, cinc e prof. [internet] 2012; 32(1):82-07. Available from: http://www.scielo.br/pdf/pcp/v32n1/v32n1a07.pdf

Kassada DS, Marcon SS, Waidman MAP. Percepções e práticas de gestantes atendidas na atenção primária frente ao uso de drogas. Esc Anna Nery [internet]. 2014;18(3):428-434. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-81452014000300428&script=sci_abstract&tlng=pt

Grella CE. Substance abuse treatment services for women: a review of policy initiatives and recent research. Los Angeles: California Department of Alcohol and Drug Programs,2007.

Cruz VD. Vivências de mulheres de consomem crack em Pelotas-RS. [Dissertação]. Pelotas (RS): Universidade Federal de Pelotas, 2012.

Fertig A, Schneider JF, Oliveira GCD, Olschowsky A, Camatta MW, Pinho LBD. Mulheres usuárias de crack: Conhecendo suas histórias de vida. Esc Anna Nery [internet]. 2016; 20(2):310-16. Available from: http://www.redalyc.org/pdf/1277/127745723015.pdf

Ramiro FS, Padovani RC, Tucci AM. Consumo de crack a partir das perspectivas de gênero e vulnerabilidade: uma revisão sobre o fenômeno. Saúde Debate [internet]. 2014; 38(101):379-92. Available from: http://www.scielo.br/pdf/sdeb/v38n101/0103-1104-sdeb-38-101-0379.pdf

Rodrigues DS, Backes DS, Freitas IMBD, Zamberlan C, Gelhen MH, Colomé JS. Conhecimentos produzidos acerca do crack: uma incursão nas dissertações e teses brasileiras. Ciênc. Saúde Coletiva [internet]. 2012; 17(5):1247-58. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232012000500018&script=sci_abstract&tlng=pt

Menédez, E. Sustancias consideradas adictivas: prohibición, reducción de daños y reducción de riesgos. Salud Colectiva [intenet]. 2012; 8(1):9-24. Available from: http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1851-82652012000100002

Maia JÁ, Pereira LA, Menezes FA. Consequências do uso de drogas durante a gravidez. Revista de Enfermagem Contemporânea 2015; 4(2):121-28.

Santos CS, Coelho PG, Fonseca FLA, Filipini R. Avaliação de variáveis ao nascimento de recém-nascido de mães usuárias de drogas. Saúde Meio Ambient [internet]. 2012; 5(1):4-13. Available from: http://www.periodicos.unc.br/index.php/sma/article/view/862

Ministério da Saúde (BR). Secretária de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: crescimento e desenvolvimento. Brasília: Ministério da Saúde; 2012.

Casatti, GFS. Projeto de intervenção social com gestante e/ou puérperas, usuárias de drogas ilícitas e/ou lícitas. Ensaios e Ciências: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde [internet]. 2011; 15(1):97-120. Available from: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=26019329008

Gubert FA, Santos DAS, Pinheiro MTM, Brito LLMS, Pinheiro SRCS, Martins MC. Protocolo de Enfermagem para consulta de puericultura. Northeast Network Nursing Journal [internet]. 2015; 16(1):81-9. Available from: www.periodicos.ufc.br/rene/article/download/2666/2051

Machado DG, Monteiro CFS. Repercussion of the use of crack in its users: systematic review of literature. Rev Enferm UFPI [internet]. 2013; 2(spe):80-4. Available from: http://www.ojs.ufpi.br/index.php/reufpi/article/viewFile/1473/1208




DOI: https://doi.org/10.26694/2238-7234.7110-14

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 

Indexado em:




Apoio: