Evaluation of patients overload degree in a emergency hospital service/ Avaliação do grau de superlotação de ¬serviço hospitalar de urgência / Evaluación del grado de superlotación de servicio hospitalario de urgencia

Adélia Dalva da Silva Oliveira, Filipe da Silva Sousa, Igor Muniz Martins, Saraí de Brito Cardoso, Francisca Cecilia Viana Rocha, Eduardo Cairo Oliveira Cordeiro

Resumo


Objetivo: avaliar o grau de superlotação do serviço hospitalar de urgência do Piauí. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa descritiva, prospectiva, transversal, desenvolvida por meio de dados coletados no serviço eletrônico e no Senso de internação de cada setor pesquisado no período de 30 dias no mês de maio do ano de 2017. Foram coletados 2624 registros de pacientes, respeitando os aspectos éticos e legais. Os dados foram importados para a National Emergency Department Overcrowding Study (NEDOCS) que calcula a pontuação da superlotação no serviço de emergência. Resultados: Os resultados apontaram que os 27 leitos credenciados na urgência não são suficientes para atender o número de pacientes admitidos e internados e que o tempo de atendimento ultrapassa o previsto para uma adequada atuação da equipe. Conclusão: O serviço hospitalar de urgência pesquisado encontra-se perigosamente superlotado, devido a uma série de fatores, dentre eles: a quantidade de leitos credenciados não acomodar o total de pacientes admitidos e internados e o tempo de atendimento que ultrapassa o preconizado como ideal.

Descritores: Serviço Hospitalar de Emergência. Capacidade Operacional. Aglomeração. Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde.  


Texto completo:

PDF

Referências


Garlet ER, Lima MADS, Santos JLG, Marques GQ. Organização do trabalho de uma equipe de saúde no atendimento ao usuário em situações de urgência e emergência. Texto contexto enferm, [internet] 2009; 18(2):266-72. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v18n2/09.pdf

Bellucci JA, Matsuda LM. Implantação do sistema acolhimento com classificação e avaliação de risco e uso do fluxograma analisador. Texto e Contexto Enferm. [internet] 2012. 21(1):217-25. Disponível em: http://www.index-f.com/textocontexto/2012pdf/21-217.pdf

Wang H, Robinson RD, Bunch K, Huggins CA, Watson K, Jayswal RD, et al. The inaccuracy of determining overcrowding status by using the national ED overcrowding study tool. Am J Emerg Med. [internet] 2014;32(10):1230-6. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25176566

Bittencourt RJ, Hortale VA. Intervenções para solucionar a superlotação nos serviços de emergência hospitalar: uma revisão sistemática. Cad. Saúde pública [internet] 2009. 25(7):1439-1454. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v25n7/02.pdf

Penia MNM, Oselame GB. The hospital care humanization: integrative review. Rev Enferm UFPI Teresina [internet]. 2015 Oct-Dec;4(4):94-99. Disponível em: http://www.ojs.ufpi.br/index.php/reufpi/article/viewFile/3530/pdf

Coelho MF, Chaves LDP, Anselmi ML, Hayashida M, Santos CB. Análise dos aspectos organizacionais de um serviço de urgências clínicas: estudo em um hospital geral do município de Ribeirão Preto, SP, Brasil. Rev. Latino-Am. Enferm. [internet] 2010. 18(4):770-777. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v18n4/pt_16

Santos CAS, Espírito Santo E. Análise das causas e consequências da superlotação dos serviços de emergências hospitalares: uma revisão bibliográfica. Rev Saúde e Desen. [internet] 2014. 5(3):31-44, 2014. Disponível em: https://www.uninter.com/revistasaude/index.php/saudeDesenvolvimento/article/view/187/210

Ministério da Saúde (BR). Secretaria Executiva. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. Humaniza SUS: Política Nacional de Humanização: documento base para gestores e trabalhadores do SUS. Brasília: Ministério da Saúde, 2004. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/humanizaSus_doc_base.pdf

Weiss SJ, Derlet R, Arndahl J, Ernst AA, Richards J, Fernández-Frackelton M, et al. Estimating the degree of emergency department overcrowding in academic medical centers: results of the National ED Overcrowding Study (NEDOCS). Acad Emerg Med [internet] 2004. 11(1):38-50, 2004. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14709427

Weiss SJ, Ernst AA, Nicks TG. Comparison of the national emergency department overcrowding scale and the emergency department work index for quantifying emergency department crowding. Acad Emerg Med [internet] 2006. 13(5): 513-518, 2006. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16551777

Odwyer G, Matta IEA, Pepe VLE. Avaliação dos serviços hospitalares de emergência do estado do Rio de Janeiro. Ciênc. Saúde Colet. [internet] 2008. 13(5):1637-1648, 2008 Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/630/63013524.pdf

Garcia-Romero M, Rita-Gáfaro CG, Quintero-Manzano J, Angarita AB. NEDOCS vs subjective evaluation, ¿Is the health personnel of the emergency department aware of its overcrowding? Colomb. Med. [Internet]. 2017 June [cited 2018 Mar 26] ; 48(2): 53-57. Disponível em: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1657-95342017000200053&lng=en




DOI: https://doi.org/10.26694/2238-7234.7241-45

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 

Indexado em:




Apoio: