Self-care difficulties in hypertensive patients from a Family Health Strategy / Dificuldades de autocuidado em pacientes hipertensos de uma Estratégia de Saúde da Família / Dificultades de autocuidado en pacientes hipertensos de una Estrategia de Salud de la Familia

Francisco Lucas de Lima Fontes, Rosane da Silva Santana

Resumo


Objetivos: identificar pelos relatos de casos as dificuldades no autocuidado dos pacientes com hipertensão arterial sistêmica em uma Estratégia de Saúde da Família. Metodologia: estudo qualitativo, descritivo, do tipo relato de experiência, vivenciado por acadêmicos de Enfermagem de uma instituição de ensino superior privada. Foram empregadas duas dinâmicas de grupo para criação do vínculo profissional-indivíduo, facilitando a discussão e proporcionando a troca de informações e apoio. Resultados: os principais relatos sobre a falta de autocuidado relatadas pelos pacientes com hipertensão são: uso de medicação em horários incorretos, alimentação inadequada, falta de atividade física, dificuldades para mudança de hábitos e o desconhecimento sobre as consequências da hipertensão arterial. Conclusão: são necessárias atividades educativas efetivas para adesão de práticas e hábitos que garantirão uma melhor qualidade de vida e de saúde dos pacientes com hipertensão. A educação para o autocuidado é elemento indispensável no tratamento e controle da hipertensão, considerando que é por meio deste tipo de atividade que o profissional identifica problemas e procura intervenções resolutivas.

Descritores: Autocuidado. Hipertensão arterial. Saúde da família.


Texto completo:

PDF

Referências


Araújo TME, Martins GBF, Leal MSC, Souza ATS, Sousa AS, Freire VS. Prevalência da hipertensão arterial sistólica entre caminhoneiros que trafegam pela cidade de Teresina. SANARE: Rev Políticas Públicas. [Internet] 2015; 14(1):38-45. Disponível em: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/606/323

Socidade Brasileira de Cardiologia. VII Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial. Arq Bras Cardiologia. [Internet] 2016; 107(3). Disponível em: http://publicacoes.cardiol.br/2014/diretrizes/2016/05_HIPERTENSAO_ARTERIAL.pdf

Moura AA, Nogueira MS. Enfermagem e educação em saúde de hipertensos: revisão da literatura. J Management & Primary Health Care. [Internet] 2013; 4(1):36-41. Disponível em:

www.jmphc.com.br/saude-publica/index.php/jmphc/article/view/165/168

Lima DBS, Moreira TMM, Borges JWP, Rodrigues MTP. Associação entre adesão ao tratamento e tipos de complicações cardiovasculares em pessoas com hipertensão arterial. Texto & Contexto Enfermagem. [Internet] 2016;25(3). Disponível em:

http://www.scielo.br/pdf/tce/v25n3/pt_0104-0707-tce-25-03-0560015.pdf

Dias EG, Silva EJF, Lima FN, Anjos ECF, Alves JCS. Caracterização dos hipertensos e fatores dificultadores na adesão do idoso ao tratamento medicamentoso da Hipertensão. Revista Interdisciplinar da UNINOVAFAPI. [Internet] 2015; 8(3):39-49. Disponível em:

https://revistainterdisciplinar.uninovafapi.edu.br/index.php/revinter/article/download/720/pdf_234

Reticena KO, Piolli KC, Carreira L, Marcon SS, Sales CA. Percepção de idosos acerca das atividades desenvolvidas no HIPERDIA. Revista Mineira de Enfermagem. [Internet] 2015;19(2):107-113. Disponível em: www.reme.org.br/exportar-pdf/1009/v19n2a09.pdf

Lopes MCL, Carreira L, Marcon SS, Souza AC, Waidman MAP. O autocuidado em indivíduos com hipertensão arterial: um estudo bibliográfico. Revista Eletrônica de Enfermagem. [Internet] 2008; 10(1):198-211. Disponível em:

https://www.revistas.ufg.br/fen/article/download/8012/5795 >

Leopardi MT. Teoria e método em assistência de enfermagem. 2ª edição. Florianópolis: Soldasoft, 2006.

Lopes MVO. Sobre estudos de casos e relatos de experiências... Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste. [Internet] 2012; 13(4):1-2. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/3240/324027983001.pdf

Maffacciolli R, Lopes MJM. Relato de experiência educação em saúde: a orientação alimentar através de atividades de grupo. Acta Paulista de Enfermagem. [Internet] 2005; 18(4):439-445. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v18n4/a14v18n4.pdf

Aiolfi CR, Alvarenga MRM, Moura SC, Renovato RD. Adesão ao uso de medicamentos entre idosos hipertensos. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. [Internet] 2015; 18(2):397-404. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgg/v18n2/1809-9823-rbgg-18-02-00397.pdf

Brito DMS, Araújo TL, Galvão MTG, Moreira TMM, Lopes MVO. Qualidade de vida e percepção da doença entre portadores de hipertensão arterial. Caderno de Saúde Pública. [Internet] 2008; 24(4):933-940. Disponível em:

http://www.scielo.br/pdf/csp/v24n4/25.pdf

Dias JAA, Oliveira RF, Castro ML, Nery PIG. Desafios vivenciados por clientes com hipertensão arterial para adesão ao tratamento dietético. Ver Enferm UFPE. [Internet] 2016; 10(10):3825-3832. Disponível em:

https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/11449/13267

Figueiredo W. Assistência à saúde dos homens: um desafio para os serviços de atenção primária. Ciência & Saúde Coletiva. [Internet] 2005; 10(1):105-109. Disponível em:

http://www.scielo.br/pdf/csc/v10n1/a11v10n1.pdf

Campos MO, Neto JFR. Doenças crônicas não transmissíveis: fatores de risco e repercussão na qualidade de vida. Revista Baiana de Saúde Pública. [Internet] 2009; 33(4):561-581. Disponível em:

http://files.bvs.br/upload/S/0100-0233/2009/v33n4/a006.pdf

Oliveira RG, Frota NM, Martins ABT, Silva CJA, Santos ZMSA. Adesão do usuário hipertenso ao tratamento e a interface com o relacionamento familiar. Rev Enferm UFPI. [Internet] 2013; 2(4):42-49. Disponível em:

http://www.ojs.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/1302/pdf

Ramos IC, Chagas NR, Freitas MC, Monteiro ARM, Leite ACS. A teoria de Orem e o cuidado a paciente renal crônico. Rev Enferm UERJ. [Internet] 2007; 15(2):444-449. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v15n3/v15n3a20.pdf

Brasil. Fundação Nacional de Saúde. Diretrizes de educação em saúde visando à promoção da saúde: documento base - documento I. Brasília: Funasa, 2007. Disponível em:

http://www.funasa.gov.br/site/wp-content/files_mf/dir_ed_sau.pdf




DOI: https://doi.org/10.26694/2238-7234.7290-94

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 

Indexado em:




Apoio: